Skip to content Skip to footer

Bem vindo ao Santa Rita Plasticos

Você sabe como funciona uma Injetora de plástico ?

Uma injetora de plástico é formada basicamente por funil, cilindro (ou canhão), rosca, bico de injeção e molde. A seguir, falaremos mais sobre eles:

Funil: a resina termoplástica, ou grânulos plásticos é inserida no funil e direcionada para a zona de alimentação da rosca. Nos maquinários mais modernos, os funis são substituídos por pequenos silos que também fazem a secagem do material garantindo  economia de tempo e energia nessa etapa.

Cilindro (canhão): é neste local que o material é fundido, por meio de resistências elétricas e do atrito com a rosca. É um processo que exige atenção e cuidado, pois se passar tempo demais no cilindro, sob pressão e calor, todo o material pode se degradar.

Rosca: localizada dentro do canhão serve para transportar, comprimir, fundir, homogeneizar e dosar o material utilizado no processo. A rosca é composta pelas zonas de alimentação, de compressão e de dosagem.

Bico de injeção: é o que conecta o canhão à bucha do molde. Para facilitar a passagem do material, há uma resistência elétrica nesta etapa. Um painel de controle é responsável por dosar a temperatura.

Molde: é feito em aço e pode conter placas móveis ou estacionárias, que definem o formato da peça final. O produto acabado é ejetado para fora do molde por meio de pinos ejetores. Um fluído refrigerante, geralmente água, também passa pelo material para retirar parte do calor e evitar superaquecimento.

Vamos ver na prática: